Conectar com

Jornal Portal do Sertão

Bem Vindo! Hoje é Quarta-Feira, dia 22 de Novembro de 2017

Vestibular 2018 da Faculdade de Integração do Sertão – FIS oferece 2.220 vagas para 12 cursos de graduação

Educação

Vestibular 2018 da Faculdade de Integração do Sertão – FIS oferece 2.220 vagas para 12 cursos de graduação

A Faculdade de Integração do Sertão (FIS), em Serra Talhada, no Sertão do Pajeú (PE), deu a largada para a disputa por uma vaga no ensino superior com a abertura das inscrições para o Vestibular 2018 com um total de 2.220 vagas destinadas aos 12 cursos de graduação. As inscrições podem ser feitas até às 22h do dia 8 de dezembro pela internet (horário local) ou presencialmente nos terminais de atendimento disponibilizados pela FIS exclusivamente de 2ª a 6ª feira, das 14h as 21h. A prova está agendada para o dia 17 de dezembro, das 8h30 as 12h30, com acesso ao prédio 30 minutos antes do horário previsto no edital.

Com o Vestibular 2018, a FIS está ofertando vagas para os dois períodos de 2018. Na área de Saúde as vagas são para os cursos de Farmácia (140 vagas), Enfermagem (100 vagas), Fisioterapia (100 vagas) e Odontologia (160 vagas). Em Ciências Sociais e Aplicadas as vagas são para Administração (200 vagas), Ciências Contábeis (100 vagas) e Direito (160). Na área de Exatas e Tecnologia o Vestibular 2018 disponibiliza vagas para Construção de Edifícios (240 vagas), Engenharia Civil (280 vagas), Logística (240 vagas), Rede de Computadores (240 vagas) e Segurança do Trabalho (240 vagas).

Informações sobre o valor das taxas de inscrição, impressão de boleto, regras para o dia da prova, peso das áreas da prova, divulgação de resultado assim como período de matrículas podem ser obtidos por meio do Edital Vestibular 2018 disponível no site da FIS no endereço: http://neexsoft.com/vest/.

10 ANOS DA FIS – Em 2017, a Faculdade de Integração do Sertão celebrou três marcos na instituição: a celebração dos 10 anos de fundação da instituição que surgiu com o intuito de integrar os vários sertões na oferta de ensino superior; o recredenciamento da instituição realizado pela equipe do Ministério da Educação que revalidou todos os cursos anteriormente reconhecidos e autorizados pelo governo federal; e a implantação do curso de Odontologia, que representou mais um passo na missão da instituição que é o de combater o êxodo estudantil do Sertão do Pajeú e cidades circunvizinhas.

O diretor acadêmico da Faculdade de Integração do Sertão, Luis Pereira de Melo Júnior, ressaltou que a celebração dos 10 anos é a concretização de um sonho maior de combater o êxodo estudantil oferecendo ensino de qualidade. “É com imensa alegria que chegamos aos 10 anos com expansão da estrutura física, da grade de cursos, corpo docente e ações de extensão integrando os sertões com a disseminação do conhecimento e contribuição intelectual para o fomento de profissionais qualificados que podem atuar na sua própria cidade”, frisou.

Estrutura física – A FIS funciona em dois blocos do prédio novo, no Bairro de São Cristovão, dotado de acessibilidade, piso tátil, salas de aulas e laboratórios das áreas de saúde, informática e engenharia totalmente climatizados, além de espaços para orientação de pesquisas dos alunos e grupos existentes na instituição e orientação dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC).

FIS já formou mais de mil profissionais com ensino superior

A partir do seu quarto ano de funcionamento, completado em 2010, até 2016, a Faculdade de Integração do Sertão (FIS) já formou 1.020 pessoas nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Fisioterapia e Enfermagem em um universo total de 2.863 discentes matriculados desde 2007.

Atualmente, a FIS mantém em seus quadros um total de 167 funcionários, dos quais 108 são docentes com titulações de doutor, mestre e especialista. Dotada de infraestrutura moderna, a Faculdade de Integração do Sertão possui salas de aula climatizadas, laboratórios, biblioteca, espaços para estudo. No que diz respeito à infraestrutura e segurança a IES mantém acesso por meio de leitura biométrica em catracas, segurança particular e ambientes com monitoramento por câmeras em tempo real.

A Biblioteca Professora Carmélia Ignácio de Mello detém 3.200 títulos e 18.217 exemplares de livros para consultas e empréstimos de docentes e discentes. A biblioteca é composta por dois ambientes: o de empréstimos e o destinado à leitura e pesquisa.

Foto: Âncora do Sertão

Continue Lendo
Você pode gostar...
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Educação

Topo