Conectar com

Jornal Portal do Sertão

Bem Vindo! Hoje é Quarta-Feira, dia 22 de Novembro de 2017

Mestres da Cultura Popular aprovam mudanças no Polo Raízes do Coco

Cultura

Mestres da Cultura Popular aprovam mudanças no Polo Raízes do Coco

Primeiro fim de semana de shows atraiu mais de 10 mil pessoas ao Alto do Cruzeiro 

Iran Calixto, do Samba de Coco Raízes de Arcoverde, lembra bem de quando sua família tomou a iniciativa de transformar o Alto do Cruzeiro em um polo de animação do São João da cidade. “Começou bem humilde, em frente à sede do Coco, a gente alugava um som pequeno, chamava umas bandinhas de forró pé de serra e depois passava o chapéu e fazia até um bingo de dois bodes para ajudar a pagar os custos”, narra a coquista.

Quase vinte anos depois, Iran não consegue esconder o encantamento com a transformação do Polo Raízes do Coco neste São João 2017: “Estou maravilhada, agradecida de coração a todos que ajudaram nessa mudança, que está dando mais conforto não só pra quem vem tocar, mas também pro público que ama nossa cultura e vem pra curtir”.
Com um palco maior, um reforçado sistema de som e iluminação e ainda áreas de camarins e produção, o Polo Raízes do Coco inaugura neste São João um novo momento de sua história. Quem passou por lá no primeiro fim de semana pôde constatar que a valorização da cultura popular não depende apenas da contratação de mestres e grupos tradicionais, mas também de garantir estrutura adequada para as apresentações, à altura da inestimável contribuição dos grupos para a preservação da cultura pernambucana.
“Tá tudo muito organizado, antes não tinha tudo isso, essa estrutura de verdade. Quero parabenizar a Prefeitura pela criação da Secretaria de Cultura e Comunicação e a todas as pessoas que estão fazendo esse trabalho lindo”, registrou Werner Lopes, do Samba de Coco Irmãs Lopes, que apresentou no domingo (18), o repertório de “Meu Canário Cantadô”, o mais recente CD do grupo.
Com mais de 50 anos dedicado à tradição do coco, Mestre Ciço Gomes subiu ao palco no sábado (17), com toda a turma do Trupé de Arcoverde. Ao final, também fez questão de destacar sua alegria: “Foi boa essa mudança porque lá em cima tava muito apertado, não tinha mais condições de receber as pessoas, hoje tá mais amplo, melhor. Se continuar assim, teremos um São João nota 10”, sorriu o mestre.
A programação evidencia a riqueza cultural de Arcoverde, mas também promove intercâmbios com grupos de outras cidades. Maciel Salú veio de Olinda para encerrar a primeira noite de shows no Raízes: “São João é momento de aprofundarmos a relação com o que tá acontecendo de resistência cultural em todos os cantos do estado, acho que é assim que a gente deve continuar trabalhando, temos que estar mais juntos, unidos e dialogando com a gestão pública”.
Território de resistência da cultura popular arcoverdense, o Alto do Cruzeiro vai continuar recebendo uma programação que mescla o tradicional com a novidade da música pernambucana até o domingo (25). Confira!
Terça-feira (20/6)
17h – Julio Rios
19h – Rodoldo Melo
21h – Junior Saigon

Quarta-feira (21/6)
17h – Wagner Carvalho
19h – Kléber Araújo
21h – Cultura Urbana
Quinta-feira (22/6) 
17h – Silvia Regina
19h – Coco Malhada
21h – Coco Pisada Segura

Sexta-feira (23/6) 
17h – Coco Raízes de Arcoverde
19h – Balão Popular
21h – Isaar
Sábado (24/6) 
17h – Coco Trupé
19h – Clayton Barros
21h – Siba
Fotos: Fernando Albuquerque
Reportagem: Tiago Montenegro
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Cultura

Topo