Conectar com

Jornal Portal do Sertão

Bem Vindo! Hoje é Quinta-Feira, dia 23 de Novembro de 2017

A Coluna: A CARAVANA PERNAMBUCO DE VERDADE CHEGA EM ARCOVERDE E CONSTATA VÁRIAS OBRAS INACABADAS

Cidades

A Coluna: A CARAVANA PERNAMBUCO DE VERDADE CHEGA EM ARCOVERDE E CONSTATA VÁRIAS OBRAS INACABADAS

Depois de percorrerem as cidades de Serra Talhada e Afogados da Ingazeira, a Caravana dos deputados de oposição da ALEPE intitulada de “PERNAMBUCO DE VERDADE”, estiveram na ultima sexta-feira (31), na cidade de Arcoverde liderada pelo deputado estadual, Júlio Cavalcanti (PTB) anfitrião da ocasião. Estiveram presentes também, Silvio Costa Filho – PTB (líder da oposição na ALEPE), os deputados Álvaro Porto (PSD), Priscila Krause (DEM) e pastor Oséssio Silva (PRB), e os vereadores de oposição ao governo do estado e a prefeita Madalena Britto, Heriberto do Sacolão (PTN) e Zirleide Monteiro (PTB).

A comitiva dos deputados realizou uma coletiva de imprensa no restaurante Guaiamum Matuto com vários veículos de comunicação e em seguida foram peregrinar por obras inacabadas em Arcoverde. A Oposição está cumprindo o seu papel de fiscalizar as ações do Governo, que infelizmente está deixando nossas principais conquistas ficarem para trás. O Pernambuco real é bem diferente do que o Estado apresenta em sua propaganda oficial, disse Silvio Costa.

Já na visão do anfitrião e adversário da prefeita de Arcoverde-Madalena, o deputado Júlio Cavalcanti (PTB) o que se vê pelo o Estado é bem diferente do que se vende nas propagandas. “Pudemos ver de perto que o Pernambuco real é bem diferente do que o governador Paulo Câmara vende nas televisões, jornais e sites.

Em Arcoverde, os deputados visitaram as obras da Funase, na região da Malhada, paralisada há mais de dois anos; terreno que seria o Distrito Industrial, doado em 2011 pelo então prefeito Zeca Cavalcanti e até agora nada feito no local; o aeroporto, abandonado, com placas de proteção quebrada, falta de iluminação e animais soltos na pista; o terreno do corpo de bombeiros que nunca saiu do papel e o Centro de Educação Física, totalmente abandonado e servindo para consumo de drogas e bandidagem. (FOTO: PAULO EDSON)

 

O FIM DAS INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS – Na celebração da missa nesse domingo (02) na Fundação Terra em Arcoverde, o Padre Airton Freire se mostrou preocupado caso a Reforma da Previdência venha ser aprovada. Airton leu uma nota da CNBB em defesa da isenção das instituições filantrópicas sobre a reforma da previdência que caso seja aprovada provocara a extinção de varias entidades, inclusive os Serviços da Fundação Terra deixariam de existir como o Mens Sana que prestam relevantes serviços que era para ser dever do estado fazer.

Centro de Reabilitação Mens Sana/SUS foi o primeiro centro de reabilitação física, auditiva, visual e intelectual do Brasil credenciado pelo SUS, atende cerca de 35 municípios oferecendo tratamento com fonoaudiologia, fisioterapia de solo e aquática, terapia ocupacional, nutrição, psicologia, enfermagem, além de acompanhamento médico especializado (ortopedista, neurologista e neuropediatra) e serviço social. Atualmente são beneficiados 11 mil atendimentos/mês, nas quatro especialidades (reabilitação motora, auditiva, visual e intelectual). Confiram a baixo a nota lida pelo Padre Airton Freire.

 

NOTA DA CNBB EM DEFESA DA ISENÇÃO
DAS INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS

A reforma da Previdência, proposta pelo Governo Federal, trouxe à tona o debate sobre o fim da isenção da contribuição para a Seguridade Social de inúmeras entidades, prevista no artigo 195 § 7, da Constituição Federal de 1988. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB reconhece que é necessário, de fato, rever a isenção de algumas entidades, para que elas se justifiquem pelo serviço prestado aos pobres.

É equivocado, no entanto, pretender eliminar as isenções das instituições filantrópicas que prestam reais serviços nas áreas da Saúde, Educação e Assistência Social. Respeitadas pela sociedade, muitas destas instituições estão presentes onde, inúmeras vezes, há ausência do Estado. A isenção não significa doação ou favor, mas uma contrapartida do Estado ao serviço que lhe caberia prestar aos mais pobres.

Eliminar a isenção equivaleria, na prática, inviabilizar o serviço de 1.400 instituições na área da saúde, mais de 2.100 na área da educação e mais de 5.000 na área da assistência social (cf. Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas – Fonif). É incalculável o impacto que isso provocaria na vida de milhões de empobrecidos!

A entidades filantrópicas, acostumadas a fazer o mais com o menos, são fundamentais para a implementação de políticas públicas e para diminuir desigualdades sociais. Dados dos Ministérios da Saúde, Educação e Desenvolvimento Social e da Receita Federal revelam que, para cada “um Real” de isenção previdenciária, a contrapartida pelas entidades é de “5,92 Reais”, ou seja, “seis vezes mais” do que receberam em desoneração previdenciária.

A CNBB manifesta seu desacordo com proposta de eliminar a isenção previdenciária das instituições filantrópicas, conforme pretendem alguns, na discussão da PEC 287/2016, sobre a reforma da Previdência. Desta forma, a CNBB se coloca na defesa dos pobres e excluídos.

 

69 ANOS DE FUNDAÇÃO DO ROTARY CLUB DE ARCOVERDE – O Rotary Club de Arcoverde comemorou em reunião festiva nessa sexta-feira (31), os 69 anos de fundação prestando homenagem às pessoas que contribuíram com a causa rotária nos últimos anos. O tempo mostra o quanto este clube é solido e atuante. Com sua atividade ininterrupta, ele prestou e presta importantes serviços à nossa comunidade. Na sua fala o presidente do Club, Cledemário Cursino, destacou algumas ações realizadas na sua gestão, como o sopão solidário, festa do bem e o bazar beneficente. (Foto: Rotary)

 

 

 

 

Perguntar não ofende  – Por que a Caravana Pernambuco de Verdade não foi visitar a UPAE e o Hospital Regional de Arcoverde, já que eles falam tanto nas OS que administram essas unidades?

 

Continue Lendo
Você pode gostar...
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Cidades

Topo