Você Está Aqui: Home » Posts tagged "Dilma Rousseff"

Presidente pede apoio de governadores ao ajuste fiscal

Dilma Rousseff reuniu os três governadores do PSB e também ouviu pedidos sobre operações de crédito  e obras hídricas BRASÍLIA - O governador Paulo Câmara participou ontem (30.09) pela manhã de audiência com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, ao lado dos outros gestores estaduais do Partido Socialista Brasileiro: Ricardo Coutinho (Paraíba) e Rodrigo Rollemberg (Distrito Federal). A presidente pediu apoio dos governadores às medidas do ajuste fiscal apresentadas pelo Governo Federal e também à manutenção dos vetos presidenciais a projetos aprovados pelo Congresso Nacional e que implicam em aumento dos gastos públicos.  Paulo Câmara informou que os governadores vão conversar com a bancada e também com a direção nacional do PSB. “Os Estados não vão sair dessa crise se o País não sair. Não somos ilhas isoladas. Vamos ter uma nova conversa com a bancada para discutir essas questões de interesse do Brasil”. De acordo com o governador de Pernambuco, em nenhum momento a presidente tratou sa possibilidade de o PSB vir a ocupar o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, como foi publicado na Imprensa. “Não houve nem convite e nem sondagem. Esse assunto não fez parte da conversa”. Os governadores, por sua vez, voltaram a defender a liberação de operações de crédito para Estados e municípios e, no caso de Pernambuco, Paulo Câmara fez um relato da crise provocada pela estiagem. “Estamos no quinto ano seguido de seca. Muito dos nossos reservatórios entraram em colapso”, disse Paulo, informando que pediu a Dilma maior velocidade para conclusão da Adutora e do Ramal do Agreste, obras que distribuirão aos pernambucanos a água da transposição do Rio São Francisco. Com relação à chamada “pauta bomba”, Paulo afirmou que muitas das propostas são “danosas” para o Brasil e podem aprofundar a atual crise econômica. (30.09.2015) ...

Leia Mais

Nas mãos da quadrilha

É melhor perder ministérios do que a Presidência”. A frase, antológica, é do ex-presidente Lula (PT), dirigida à sua criatura Dilma como prêmio de consolação por se ver obrigada a entregar na reforma ministerial as mais importantes fatias de poder ao PMDB, incluindo o poderoso Ministério da Saúde. No desespero, para salvar um Governo, que como um paciente em fase terminal está na UTI, como bem conceituou o marqueteiro Marcelo Teixeira, vale tudo. Em outras palavras, Lula quis dizer o seguinte: entregue o País a uma quadrilha. Afinal, faça uma navegação rápida na internet e pesquise a origem dos que meteram a mão no dinheiro da Petrobras se não estão ou foram filiados ao PMDB. Não basta ir muito longe. As duas Casas do Congresso, Senado e Câmara, estão ocupadas por políticos citados e envolvidos na operação Lava Jato. Atendem pelo nome, respectivamente, de Renan Calheiros e Eduardo Cunha. Este, aliás, já rompido com o Governo pela acusação de ter embolsado 5 milhões de dólares do esquema Lava Jato. São por eles próprios, caciques da legenda, por onde passarão as indicações dos novos ministérios dados de mão beijada pela presidente ao partido mais guloso e fisiológico da história republicana. Dá para acreditar num partido que entrega as galinhas dos ovos de ouro a personagens acusados de quebrarem a Petrobras? O PT e Lula não pensam no País. Perderam todo o escrúpulo – se é que tinham. Mandando e desmandando no Governo, o PMDB, que tem maioria na Câmara e Senado, se passará agora pelo papelão de enterrar qualquer tipo de iniciativa de impeachment. É o resultado da política do toma lá, dá cá. O PT nunca teve projeto para o Brasil. Lula, que se apresentou como o salvador da Pátria, só salvou, na verdade, a sua gente, a mesma que aparelhou o Estado e dele sugou a última gota de sangue do povo brasileiro. Nas mãos da quadrilha que o PT está passando uma promissora em branco, o Brasil agoniza. Uma pena que ainda exista quem se engane com Lula e o PT. Você entregaria a chav ...

Leia Mais

Deputados Zeca e Júlio acompanham visita de Dilma a Cabrobó

  Os deputados Zeca Cavalcanti (Federal) e Júlio Cavalcanti (Estadual), ambos do PTB, vão estar ao lado do Ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, acompanhando a visita da Presidente Dilma Rousseff (PT) ao município de Cabrobó, na manha desta sexta-feira (21). Dilma desembarca em Pernambuco, após passar pelos Estados do Maranhão e da Bahia. Este ano, a chefe do executivo retorna à cidade sertaneja de Cabrobró, a 528 quilômetros do Recife, para entregar a primeira Estação de Bombeamento (EBI-1) do Eixo Norte da transposição, que entrou em fase de testes semana passada. A operação levou água por nove quilômetros até chegar ao reservatório de Tucutú, o primeiro do eixo Norte. O evento está marcado para as 11h. De acordo com dados do Ministério da Integração, o trecho onde está inserida a EBI-1 compreende uma área de 140 quilômetros e vai até a cidade de Jati, no Ceará. A etapa está com 78,7% das obras concluídas. FONTE:  A FOLHA DAS CIDADES ...

Leia Mais

Carta-renúncia está pronta, dizem fontes do Planalto

Fontes do Palácio garantem que Dilma já escreveu carta-renúncia Apesar de ter declarado que “suporta a pressão”, a presidente Dilma já teria preparado uma carta-renúncia. Fontes do Palácio do Planalto garantem que a redação da carta não foi um ato solitário, como é comum nesses casos: Dilma teria contado com a ajuda de dois dos seus ministros mais próximos, Aloizio Mercadante (Casa Civil) e José Eduardo Cardozo (Justiça), apesar de ambos serem contrários à ideia. Confirmada a renúncia de Dilma, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) assumiria imediatamente o comando do Executivo. Além da renúncia, há outras hipóteses para a saída de Dilma: ação na Justiça Eleitoral e representação da oposição por crime financeiro. A ação eleitoral por financiamento ilegal de campanha pode culminar no cancelamento do registro da chapa. Assim, cairiam Dilma e Temer. Se prosperar a representação da oposição na Procuradoria-Geral da República por crimes financeiros, Dilma também poderia ser cassada. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto   Fonte: Diário do Poder ...

Leia Mais

Dilma recebe apoio de governadores do Nordeste em reunião no Planalto

A presidente Dilma Rousseff recebeu nesta quarta-feira (25) uma manifestação de apoio dos nove governadores do Nordeste durante reunião no Palácio do Planalto, segundo relato do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB). Eles também se comprometeram a pedir aos parlamentares das bancadas do Nordeste apoio às medidas de ajuste fiscal do governo que serão votadas pelo Congresso. Os governadores entregaram a Dilma uma carta (veja íntegra ao final desta reportagem) na qual, segundo Coutinho, afirmam o "compromisso com a democracia" e dizem que Dilma ganhou a eleição presidencial "de forma limpa" e "deve governar". "Não podemos concordar que o legítimo exercício do direito de oposição e de livre manifestação seja confundido com teses sem qualquer amparo na Constituição Federal, e que dificultam o pleno funcionamento das instituições brasileiras", diz o texto da carta. O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, afirmou que o "gesto de solidariedade e apoio à presidenta" foi o ponto "mais relevante" da reunião. "Na reunião, tratamos da agenda política. A presidente foi bem clara, e os nove governadores expressaram em uma carta seu compromisso com a democracia, que pressupõe regras claras: que quem ganhou a eleição, de forma limpa, deve governar. Não se pode alterar regras no meio do mandato em razão de alguns percalços que porventura possam vir a ocorrer, sejam na economia, sejam em outro setor", declarou Ricardo Coutinho, que falou em nome dos nove governadores. Além de Coutinho, participaram do encontro os governadores de Alagoas, Renan Filho (PMDB); do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); do Piauí, Wellington Dias (PT); de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD); do Ceará, Camilo Santana (PT); de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB) e da Bahia, Rui Costa (PT). "Expressamos à presidente e nos colocamos na carta como agentes da construção do amplo entendimento nacional. O Brasil precisa construir diálogos, pontes entre os poderes Legislati ...

Leia Mais

Dilma visita Afogados da Ingazeira para levar água para torneiras de aliado socialista

A presidente Dilma é aguardada no dia 20 de novembro, em Afogados de Ingazeira, para a inauguração da primeira etapa da Adutora do Pajeú, que leva água do São Francisco para municípios pernambucanos e irá chegar até a Paraíba, em sua segunda etapa. O município é administrado hoje pelo prefeito José Patriota, do PSB e presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). Com cerca de 200 quilômetros de extensão, a adutora já levou água para Floresta, Serra Talhada, Calumbi, Flores, Carnaíba e agora Afogados da Ingazeira. Depois, segue para a Paraíba. A expectativa é de que Dilma, neste dia 20 de novembro, além de comemorar a conclusão da primeira etapa, assine a ordem de serviço para a segunda etapa, que levará água até a Paraíba, em Taperoá, terra do escritor Ariano Suassuna. O auxiliar de Eduardo Campos empenhou-se pessoalmente junto ao governo Federal para que a água chegasse á cidade. “Foi um pedido dele. Batalhou bastante por isto”, conta Rosana Maria Bezerra, coordenadora estadual do Dnocs em Pernambuco. A licitação nacional para a escolha das empresas que farão a obra ocorre no dia 11 de novembro agora, antes do anúncio oficial por Dilma. Não se sabe se o governador Eduardo Campos estará na cidade. “Estaremos lá. Não se preocupe”, disse Almir Cirilo, quando questionado se Eduardo Campos estaria ao lado da presidente Dilma. “Eduardo é muito justo. Ele diz que trata-se de uma construção coletiva. Ele cobra deveres, mas sabe dar créditos”, afirmou. Com a conclusão da Adutora do Oeste, depois de 10 anos, muito municípios do interior não entraram em uma situação de calamidade maior. “Todos os mananciais do sertão secaram”   Fonte: Blog de Jamildo ...

Leia Mais

Dilma vence eleições em todos os cenários de segundo turno‏

A presidente Dilma Rousseff tem 14,8% das intenções de voto para 2014, seguida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com 10,5%, de acordo com pesquisa espontânea. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 16, pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT). Na pesquisa estimulada, Dilma aparece com 33,4% das intenções de voto; Marina Silva com 20,7%; Aécio Neves com 15,2% e Eduardo Campos com 7,4%. Na pesquisa estimulada em relação ao segundo turno, Dilma venceria Aécio Neves: ela com 39,6% dos votos e ele, com 26,2%. Em outro cenário, Aécio Neves teria 23,3% dos votos, perdendo para Marina Silva, com 35,6%.   Se Dilma e Eduardo Campos se enfrentassem no segundo turno, a pesquisa aponta que ela venceria com 42,1% das intenções de voto ante 17,7%. Caso a disputa fosse entre Eduardo Campos e Marina Silva, ela venceria com 40,5%, ante 15,1% dele.   Se a disputa para o segundo turno das eleições de 2014 ocorresse entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a atual presidente venceria com 38,2%. Marina teria 30,5% dos votos. Em outro cenário, caso os candidatos fossem Aécio e Campos, Aécio venceria com 29,7% dos votos, ante 16,4%.   REJEIÇÃO - De acordo com a pesquisa, a presidente Dilma Rousseff tem o maior porcentual de rejeição entre os presidenciáveis para as eleições de 2014. A pesquisa CNT/MDA aponta que 44,7% dos entrevistados não votariam na petista “de jeito nenhum”.   A segunda maior rejeição é de Aécio Neves, com 36%, seguido de Eduardo Campos, com 31,9% e Marina Silva, com 31,5%. A pesquisa foi realizada entre 7 a 10 de julho, em 134 municípios brasileiros.   ...

Leia Mais

Escalas de Dilma no exterior custaram R$ 433 mil aos cofres públicos

Escalas em viagens internacionais da presidente Dilma Rousseff em que ela não teve compromissos oficiais e, em alguns casos, realizou passeios turísticos custaram R$ 433 mil aos cofres públicos. O valor inclui despesas apenas com hospedagem e diárias em visitas a Atenas (Grécia), Praga (República Tcheca) e Granada (Espanha), que ocorreram durante escalas de viagens de Dilma e sua comitiva à Ásia. Em nota, a assessoria da Presidência disse que as visitas da presidente a Atenas, Praga e Granada foram “escalas obrigatórias de caráter técnico”, programadas conforme os limites de autonomia do avião presidencial. Dados do Ministério de Relações Exteriores obtidos pela BBC Brasil por meio da Lei de Acesso à Informação revelam ainda que as 35 viagens presidenciais em 2011 e 2012 custaram R$ 11,6 milhões. Desse montante, R$ 7,8 milhões se referem a gastos com hospedagem e R$ 3,8 milhões a despesas com diárias, item que inclui alimentação e transporte. Os valores incluem também gastos com a preparação das viagens. A viagem sem compromissos oficiais de Dilma mais cara, ao custo de R$ 244 mil, foi para Atenas, em abril de 2011. A presidente e sua comitiva passaram uma noite na capital grega antes de prosseguir para a China. Na ocasião, ela visitou o Partenon, um dos principais pontos turísticos do país, e fez visita de cortesia ao então premiê George Papandreou. Interpelada por jornalistas, ela se recusou a responder perguntas, dizendo estar “a passeio”. Na volta da viagem à China, Dilma parou em Praga. A escala, que durou duas horas, custou R$ 75 mil. Em março de 2012, a presidente voltou a fazer escala prolongada em viagem à Ásia. Antes de ir à Índia para uma cúpula dos Brics, ela passou por Granada, cidade turística no sul da Espanha. Acompanhada pelos ministros Aloízio Mercadante (Educação) e Antonio Patriota (Relações Exteriores), Dilma visitou a Alhambra, complexo de palácios de arquitetura mourisca considerado patrimônio da humanidade pela Unesco. A viagem, que durou cer ...

Leia Mais

IBOPE: Dilma dispara para 60% nas intenções de voto e Eduardo vem com 3% na corrida presidencial‏

De acordo com uma pesquisa nacional do Ibope, a presidente Dilma Rousseff seria reeleita com tranquilidade, no primeiro turno, para mais um mandato como presidente da República, independente do adversário. A petista tem entre 53% a 60% das intenções de voto, seguida de Marina Silva – que ainda tenta criar seu novo partido, a Rede Sustentabilidade, que tem entre 8% e 13%, Aécio Neves (PSDB), de 7% a 9%, e Eduardo Campos (PSB), que tem vai de 2% a 3%. O eleitorado espontâneo, quando a pesquisa é feita sem que o entrevistador mostre ou diga o nome dos possíveis candidatos, de Dilma (35%) é três vezes maior do que os outros oponentes juntos. Mesmo no pior cenário, com sete adversários, a atual ocupante do Palácio do Planalto teria 53% dos votos, segundo a pesquisa. Quando foram reeileitos, Fernando Henrique Cardoso e Lula só chegaram a essa taxa depois do início da propaganda eleitoral na televisão. Os dados apontam, assim, que Dilma é candidata à reeleição mais precocemente bem-sucedida entre os presidentes brasileiros. Além disso, a presidente é a única entre os presidenciáveis com potencial de voto positivo, ou seja, tem mais eleitores que admitem votar nela do que os que nunca votariam na sucessora de Lula da Presidência. A pesquisa do Ibope, feita em parceria com o jornal O Estado de S.Paulo e publicada neste sábado, entrevistou 2.002 eleitores em 142 municípios do Brasil, e foi realizada entre os dias 14 e 18 de março. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. ...

Leia Mais

Dilma chega a Pernambuco com popularidade em alta‏

Prestes a desembarcar em Pernambuco (segunda-feira), a presidente Dilma Rousseff chega a terra do suposto não assumido adversário, governador Eduardo Campos (PSB), com a popularidade em alta. A presidente lidera a mais nova pesquisa Datafolha de intenções de voto para a Presidência da República. Se a eleição fosse hoje, a petista teria 58%, seguida pela ex-senadora Marina Silva (Rede), com 16%. Logo atrás estão o senador Aécio Neves (PSDB-MG), com 10%, e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que aparece com 6% das intenções de voto. Neste cenário, 6% declararam voto nulo ou em branco, e 3% disseram não saber em quem votar. Na pesquisa anterior, realizada em dezembro do ano passado, Dilma tinha 54%, Marina aparecia com 18%, Aécio, 12%, e Campos, 4%. A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 21 de março e ouviu 2.653 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Visita ao Pajeú - A passagem da presidente Dilma por Serra Talhada iria durar duas horas, no máximo. Ao governador Eduardo Campos, entretanto, ela dedicaria muito mais tempo no almoço, no Recife, mas a presidente cancelou.  A mídia diz que Eduardo não viria receber a presidente, mandaria seu vice, João Lyra Neto o que é pouco provável, afinal, ele não é “candidato” e não iria manchar a pinta de "bom moço". ...

Leia Mais

Presidente Dilma confirma vinda a Serra Talhada próxima segunda (25)

O prefeito Luciano Duque informa, por meio da sua assessoria de imprensa, que recebeu, na tarde desta quarta-feira (20), um telefonema do Palácio do Planalto confirmando a presença da presidente Dilma Rouseff em Serra Talhada na próxima segunda-feira, dia 25 de março. O horário da chegada da presidente, bem como a agenda a ser cumprida no município será informada nesta quinta-feira (21), pela equipe percussora do Governo Federal em reunião com membros do Governo de Serra Talhada. Essa é a segunda vez que a Dilma diz que vem a Capital do Xaxado.  Da primeira, mês passado, uma topada no dedão do pé a impediu de voar até Serra. A população aguarda para que ela olhe bem para o chão daqui para domingo (24). ...

Leia Mais

Dilma pode vir a Pernambuco na próxima semana‏

O Ministro Fernando Bezerra Coelho disse aos prefeitos reunidos na sede da AMUPE que está sendo considerada a possibilidade de que a Presidente Dilma Roussef pague a dívida aos prefeitos sertanejos e venha na próxima segunda (25) a Serra Talhada visitar as obras da Adutora do Pajeú.Dilma viria no dia 18 de fevereiro inaugurar a Adutora do Pajeú, fazer entrega de máquinas a prefeitos da região e assinar convênios e contratos que beneficiam o semi-árido. Mas, machucou um dedo do pé direito na Base Naval de Aratu, onde esteve durante o carnaval. Foi diagnosticada uma fissura e a agenda cancelada. Durante visita nesta segunda-feira à sede do Amupe, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, anunciou que os prefeitos de municípios que se encontram sob estado de emergência em razão da seca, cujo FMP varie de 0.6 a 1.0 (até 15 mil habitantes, aproximadamente), vão receber da Defesa Civil do Ministério o equivalente a uma quota-extra do FPM para cinco diferentes tipos de ações: Perfuração de poços, Recuperação de poços, Contratação de carros-pipa, Aquisição de alimento para os rebanhos e Contratação de horas/máquina. Problemas com desapropriação: O Ministro FBC também informou que existem algumas dificuldades com proprietários de algumas áreas por onde passará a tubulação da Adutora do Pajeú. Depois de trazer água até Serra Talhada, gestores cobram agilidade para trazer a água para o Médio e Alto Pajeú, atendendo cidades como Afogados da Ingazeira, Tabira e São José do Egito. Fonte: Arcoverdedetodos ...

Leia Mais

“A Globo quer derrubar Dilma”‏

A tese é do jornalista Paulo Henrique Amorim, que acusa o grupo comandado por João Roberto Marinho, onde ele já trabalhou, de tramar um golpe contra a presidente; leia sua entrevista ao portal Panorama Mercantil Por Éder Fonseca, do Panorama Mercantil.Por muitos anos ele foi um dos apresentadores mais importantes da Rede Globo de Televisão. E também colaborador da Revista Veja. Paulo Henrique abriu sucursais, para esses dois veículos, em Nova Iorque e Londres. Entre os anos de 1997 e 1999, ele esteve na TV Bandeirantes, apresentando o “Jornal da Band” e o programa “Fogo Cruzado”. Entre 2001 e 2003, esteve na TV Cultura, onde apresentou o “Conversa Afiada”. Em 2003 mudou-se para a TV Record. Abaixo a entrevista polêmica.  Panorama Mercantil - O senhor é um dos jornalistas mais experientes do país, conhecendo bem o funcionamento de vários veículos de comunicação do Brasil. Com essa bagagem toda, pode afirmar que existe liberdade de imprensa ou isso é uma grande utopia?  Paulo Henrique Amorim - É uma utopia. A liberdade de imprensa é dos donos da imprensa. Liberdade de expressão – que é outra coisa, mais ampla, mais profunda – só na blogosfera.  Panorama - Como enxerga o jornalismo que é feito por aqui comparando com outras nações como por exemplo a Argentina, que muitos consideram ter uma imprensa mais qualificada e diversificada do que a nossa?  Paulo Henrique Amorim - A imprensa brasileira é sofrível. É a pior das “jovens democracias”, como a Argentina, Portugal, Espanha. Só no Brasil ainda tem “coluna social” ilustrada e em nenhum outro lugar do mundo há mais colunas do que reportagens, como aqui.  Panorama - Todo mundo sabe que a obsessão do líder da Igreja Universal Edir Macedo, é fazer a Rede Record ser a emissora número um do país. O senhor é uma das estrelas da emissora, acha que isso será possível enquanto tempo, já que a Globo ainda é líder com uma margem considerável mesmo perdendo muito da sua audiência nos últimos tempos?  Paulo H ...

Leia Mais

© 2016. Jornal Portal do Sertão. Todos os direitos reservados

ARTEAVANTE
Scroll to top