Você Está Aqui: Home » Cidades » Arcotrans lança nota de esclarecimento sobre fiscalização rotineira realizada nesta terça (08)

Arcotrans lança nota de esclarecimento sobre fiscalização rotineira realizada nesta terça (08)

Arcotrans lança nota de esclarecimento sobre fiscalização rotineira realizada nesta terça (08)

A Autarquia de Transito de Arcoverde – Arcotrans lança nota oficial de esclarecimento quanto a ação de fiscalização rotineira realizada nesta última terça-feira, dia 08 de agosto, na Avenida Severiano José Freire.

Dentro da competência que lhe é atribuída pela Lei Complementar n° 011/2013 de fiscalizar, a autarquia, na ocasião, veículo de placa MON8045/PB foi abordado e apreendido por estar circulando com a documentação em atraso (licenciamento emitido em 2007 e com o IPVA sem pagar desde 2012), assim como também, o condutor não portava a Carteira Nacional de Habilitação.

Para a surpresa do Diretor-Presidente, Vlademir Cavalcanti, autoridade de trânsito do município de Arcoverde – PE, conforme Portaria n° 015/2017, o proprietário do carro, o Vereador Heriberto Ouriques foi acionado e chegou ao local já com um comportamento agressivo. “Isso é um desrespeito com o vereador. Meu carro, vocês não levam, eu mostro como não leva. Ele tá atrasado, mas não é roubado. Pode chamar a polícia”, gritou o parlamentar.

“Em momento algum, sabíamos que o dono do veículo era do vereador. Estávamos realizando uma operação rotineira e cumprimos a lei, inclusive, permitimos que o mesmo tirasse os bens do interior do automóvel, embora ele quisesse entrar à força para evadir-se”, explicou o Diretor-Presidente, Vlademir Cavalcanti.

As fiscalizações são feitas com o apoio do 3º BPM, autorizado por meio do Convênio 001/2016. Neste dia, a Polícia foi acionada, apreendeu o veículo e tomou as providências cabíveis.

“É importante que fique claro, que em momento algum planejamos perseguir A ou B. Estamos fazendo nosso trabalho, dentro das nossas atribuições. Não vamos aceitar insinuações, ameaças muito menos agressões. A Arcotrans é referência no Trânsito de todo Estado, já recebemos mais de 50 cidades, que nos procuram como modelo. Estamos tranquilos e temos certeza, que tudo foi cumprido de acordo com a lei.”, finalizou o diretor.

Confira abaixo NOTA DE ESCLARECIMENTO:


NOTA DE ESCLARECIMENTO

 

A Autarquia de Trânsito e Transportes de Arcoverde – ARCOTRANS vem a público esclarecer o fato ocorrido na manhã do dia 08 de agosto 2017. Com a competência que lhe é atribuída pela Lei Complementar n° 011/2013, este órgão, através de alguns funcionários faziam uma fiscalização rotineira na Avenida Severiano José Freire próxima a Loja Kalango Jóias. As fiscalizações são feitas com o apoio do 3º BPM, autorizado por meio do Convênio 001/2016. O veículo de placa MON8045/PB, que se encontrava em movimento, descendo a avenida acima citada, foi abordado pelo Diretor-Presidente, Vlademir Cavalcanti, autoridade de trânsito do município de Arcoverde – PE, conforme Portaria n° 015/2017, quando foi solicitado ao condutor do veículo os documentos de porte obrigatório, como prevê o art. 232 do CTB, quais sejam, CRLV e CNH. Ao não apresentar os documentos e não possuir justificativa plausível para a não apresentação dos mesmos verificou-se, através do sistema do DETRAN, que o veículo estaria circulando em via pública com a documentação em atraso, com o último licenciamento emitido em 2007 e com o IPVA e Licenciamento em atraso desde 2012.

 

De acordo com Código Brasileiro de Trânsito:

 

Art. 133 É obrigatório o porte do Certificado de Licenciamento Anual.

Parágrafo único. O porte será dispensado quando, no momento da fiscalização, for possível ter acesso ao devido sistema informatizado para verificar se o veiculo está licenciado.

 

Art. 159 A Carteira Nacional de Habilitação, expedida em modelo único e de acordo com as especificações do CONTRAN, atendidas os pré-requisitos estabelecidos neste Código, conterá fotografia, identificação e CPF do condutor, terá fé pública e equivalerá a documento de identidade em todo o território nacional.

§1° É obrigatório o porte da permissão para Dirigir ou da Carteira Nacional de Habilitação quando o condutor estiver à direção do veículo.

 

Art. 230. Conduzir o veiculo:

V- Que não esteja registrado e devidamente licenciado;

Infração 6599-2 Conduzir o veículo registrado que não esteja devidamente licenciado

Penalidade: Multa e apreensão do veiculo

 

Art. 232. Conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório referidos neste Código:

Infração – leve;

Penalidade – multa;

Medida Administrativa – retenção do veiculo até a apresentação do documento;

 

O condutor ao ser informado que o veículo seria removido, admitiu não ser o proprietário e resolveu entrar em contato com o mesmo, o que até então, não era sabido por ninguém que o veículo pertencia ao Vereador Heriberto. Ao chegar ao local, o vereador, estava alterado e ficou afirmando “eu sou vereador e vou levar meu carro para casa e duvido vocês prender meu carro”.

AS ALEGAÇÕES mencionadas no blog Roberto e Romero são inverídicas, pois, em nenhum momento lhe foi privado o acesso ao veículo e sim, informado que o veículo não poderia ser levado. Foi-lhe permitido que tirasse todos os bens do interior do veículo, embora, viu-se que não era essa a intenção, o mesmo queria adentrar no veículo para levá-lo a força, ou seja, evadir-se do local.

 

De acordo com a Lei Complementar 11 de 04 de julho de 2013:

 

Art. 20. Compete ao Departamento de Fiscalização da ARCOTRANS:

IV. Cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de trânsito, no âmbito de suas atribuições;

V. Executar a fiscalização de trânsito, atuar e aplicar as medidas administrativas cabíveis por infrações de trânsito, previstas no Código de Trânsito Brasileiro – CTB, no exercício regular de Poder de Policia Administrativa de Trânsito;

XIX. Receber, registrar e controlar a entrada de veículos retidos por infrações de trânsito e/ou de transporte, bem como proceder à devolução dos mesmos, observando-se o cumprimento das exigências legais no Código de Transito Brasileiro e no regulamento do Sistema de Transporte Municipal de Arcoverde.

 

Ainda assim, mesmo que o veículo estivesse parado no estacionamento Zona Azul e fosse verificado que o veículo encontrava-se irregular, a ARCOTRANS e/ou o 3° BPM, poderiam ser acionados para a então averiguação.

 

De acordo com a Lei Complementar 11 de 04 de julho de 2013:

 

Art.18 – Compete à Gerência de Controle Operacional e Segurança da ARCOTRANS:

 

  1. Acionar a fiscalização para dimirir problemas nas vias;

XV. Cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de trânsito, no âmbito de suas atribuições.

 

Toda parte burocrática que aqui se diz respeito infringir as Leis de Trânsito, ou seja, o CTB foi realizado pelos agentes do 3° BPM, que também possuem autoridade para tal, como já evidenciado acima.

Deixe um Comentário

© 2016. Jornal Portal do Sertão. Todos os direitos reservados

ARTEAVANTE
Scroll to top